Antena com nanotubos de carbono aumenta eficiência de energia solar

Em vez de se instalar nos telhados das casas, grandes painéis solares com células fotovoltaicas para produção de energia solar, um grupo de engenheiros quimicos do MIT propõe a adoção de pequenos spots portando minúsculas células fotovoltaicas que concentrariam os fotons captados por antenas equipadas com feixes de nanotubos de carbono.

A antena teria de 10 micrômetros de comprimento e quatro micrômetros de espessura, contendo cerca de 30 milhões de nanotubos de carbono nos quais os fotons seriam transportados.

Segundo os pesquisadores, os custos para a produção de nanotubos de carbono eram muito elevados até pouco tempo, mas têm gradualmente caído em função dos avanços na capacidade de produção, por esta razão acredita-se que em breve a utilização desta tecnologia seria viável economicamente, tendo em vista que é 100 vezes mais eficiente que o método convencional. Além da produção de energia solar, este desenvolvimentos poderiam ser útéis em determinadas situações em que se exige concentração da luz, como em óculos de visão noturna ou em telescópios.

O trabalho foi financiado pelo National Science Foundation Career Award e MIT-Dupont Alliance e Korea Research Foundation.

Referências:

Inhabitat
IT’s Solar Funnel Concentrates Solar Energy 100 Times por Timon Singh

MIT News
Solar funnel por Anne Trafton

Science News
Funneling Solar Energy: Antenna Made of Carbon Nanotubes Could Make Photovoltaic Cells More Efficient

Artigo publicado pelo pesquisadores do MIT na Nature Materials:
Exciton antennas and concentrators from core–shell and corrugated carbon nanotube filaments of homogeneous composition

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

1 thought on “Antena com nanotubos de carbono aumenta eficiência de energia solar”

Comments are closed.