Coded Sensation

Coded Sensation, de Martin Rille, explora a integração da percepção tátil com a expressão sonora. Corpos e objetos são cobertos por um tecido brilhante e negro, do qual emanam sons.

O tecido é criado por meio da aplicação de uma ultrafina película de óxido de cromo (o mesmo utilizado em fitas cassete) em um tecido comum.

De modo semelhante que ocorre nas fitas cassetes, a superfície de tecidos armazena informações que pode ser lidas através da modulação magnética. Rille gravou variados tipos de arquivos nas películas, como histórias, poesia, música e cantos. Costurada nas luvas, uma “cabeça de leitura” permite ler o conteúdo gravado, por meio do toque, dando origem a sons audíveis que são transmitidos para auto-falantes.

Conforme a maneira como os participantes da performance se tocam, os sons podem ser decifráveis ou distorcidos, se transformando em conjunto de palavra, música ou ruído.

Referências:

Neural.it
Coded Sensation, audio skin por Chiara Ciociola

New/Now Festival
The sound of magnetic skin por Adina

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

1 thought on “Coded Sensation”

Comments are closed.