Conferência Besides the Screen aborda formas de cinema que não são filme

A partir do dia 21 de agosto de 2014, as cidades de Vitoria (ES) e São Paulo (SP) recebem a conferência Besides the Screen, que aborda as “diversas formas de cinema que não são filme”.

besidesthescreen

Parte da programação acontece na Universidade Federal de São Paulo (21-23 de Agosto) e parte na Universidade Federal do Espírito Santo (25-27 de Agosto).

Esta é a primeira edição latino-americana do evento que teve início em Londres em 2010 com “o objetivo de reunir projetos de investigação dedicados a um assunto aparentemente secundário no campo de estudos do cinema: as suas instâncias de distribuição e consumo“, conforme divulgado pelos organizadores.

Participam palestrantes como Sean Cubitt (Goldsmiths’ College, Reino Unido), Erika Balsom (King’s College, Reino Unido), Stefania Charitou (Universidad de las Américas, México), Virginia Crisp (Middlesex University, Reino Unido) e Adnan Hadzi (Goldsmiths’ College, Reino Unido) e Lúcia Santaella (PUC/SP).

Também compõem a programação as seguintes oficinas:

Entre Sensores e Sentidos (Graziele Lautenschlaeger)
Vitória: 26-27/08, 9h, CEPEC/UFES

Construção de instalações de videomapping interativo com Pure Data (Luis Astorquiza)
Vitória: 26/08, 9h, CEPEC/UFES

Desenvolvimento de aplicativos móveis para não-programadores (Luis Astorquiza)
Vitória: 27/08, 9h, CEPEC/UFES

Vídeo Panorâmico Aberto (Larisa Blazic)
Vitória: 27/08, 9h, CEPEC/UFES

Mais informações no site do evento.

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

Mostra Nelson Pereira dos Santos: O cinema de um país

Acontece nos meses de julho e junho, a mostra “Nelson Pereira dos Santos – O Cinema de um País” nas unidades do Sesc Belenzinho, Piracicaba e São Carlos.

nelsonp

O evento homenageia o cineasta e exibe clássicos da sua filmografia, como Rio 40 graus (1955), Vidas secas (1964), Raízes do Brasil – Uma cinebiografia de Sérgio Buarque de Holanda (2003), entre vários outros. Também serão realizados debates e bate-papo com a presença do homenageado.

Segue abaixo a programação completa:

mostra_nelson_pereira

Mais informações no site do SESCSP

Oficina de Foto-narrativas no Sesc Belenzinho

Última oportunidade para inscrições na oficina “Foto-narrativas: experimentações em vídeo com imagens estáticas” que começa amanhã, dia 20 de março, no SESC Belenzinho.
http://www.youtube.com/watch?v=ezkAeQuUqCg

A atividade tem enfoque prático-teórico. Serão discutidas algumas referências cinematográficas, como o clássico filme de ficção científica, “La Jetée“, de 1962, do francês Chris Marker, e o emocionante “Adeus Mandima” (Kwa Heri Mandima), de 2010, do suÍço Robert-Jan Lacombe, entre outras. A partir das discussões os participantes vão elaborar suas próprias narrativas videográficas.

Com orientação de Francisco Arlindo Alves, recursos básicos de edição de vídeo serão explorados por meio do software livre Kdenlive para a montagem sequencial e sincronizada de imagens estáticas e áudio disponíveis em repositórios gratuitos na internet, provocando resignificações dos contéudos originais.

A oficina acontece no período de 20/03 a 05/04, todas quartas e sextas, das 15h às 18h.

As inscrições podem ser realizadas pessoalmente na sala de internet do SESC Belenzinho, localizado na Rua Padre Adelino, 1.000. Belenzinho. Tel 2076 9778.

IV Mostra Live Cinema

Até 01 de julho de 2011, performances audiovisuais, de Live Cinema, Live Images podem ser inscritas para seleção de trabalhos a ser exibidos na IV Mostra Live Cinema, que acontece dos dias 1 a 4 de setembro de 2011, no teatro do Oi Futuro em Ipanema, Rio de Janeiro.

O evento conta com curadoria de Luiz Duva, e conforme divulgado no seu regulamento está aberto as “formas e experiências de performances audiovisuais que sejam baseadas na performance ao vivo usando-se softwares e hardwares de manipulação de imagem, som, dados e luz em tempo real são encorajadas a participar mediante o envio de propostas de trabalhos inéditos ou não“.

Os trabalhos premiados receberão ajuda de custo no valor 1000 reais por apresentação, passagem aérea de ida e volta da cidade natal para o Rio de Janeiro, e hospedagem.

Via: Canal Contemporâneo

Mais informações no site do evento.

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

“Diary” de Tim Hetherington

Diary” é um filme experimental de autoria do documentarista e jornalista Tim Hetherington.

Hetherington foi morto no dia 20 de abril deste ano, em Misrata, na Líbia. Além de escrever para a revista americana “Vanity Fair”, o jornalista teve seu trabalho reconhecido ao dirigir o documentário “Restrepo”, indicado ao último Oscar e vencedor do Festival de Sundance.

Em “Diary”, Hetherington retrata um visão subjetiva de sua profissão construindo uma composição onírica por meio de um caleidoscópio de imagens.

Referências:

LENS – New York Times

Tim Hetherington’s Disquieting ‘Diary’
By David W. Dunlap e Karly Domb Sadof

Boing Boing
Diary (2010), by Tim Hetherington por Xeni Jardin

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

Robot Film Festival

A roboticista Heather Knight, pesquisadora do Carnegie Mellon’s Robotics, está organizando um festival de filmes e vídeos, exclusivo para trabalhos que apresentem um robô como um dos personagens principais, ou como dispositivo de enquadramento da narrativa.

O Robot Film Festival acontece em Nova York, e até 5 de junho está aceitando a inscrição de trabalhos com duração de no máximo 8 minutos que se encaixem nesta proposta. Entre os objetivos do evento está injetar um senso de diversão na ciência e engenharia tradicional, incentivar a colaboração interdisciplinar, explorar as fronteiras da robótica e ao mesmo tempo a criatividade dos não-especialistas que podem trazer novos insights.

O festival vai acontecer nos dias 09 e 10 de junho de 2011, no Three Legged Dog Theate, em Manhattan.

Heather Knight também participa do Marilyn Monrobot Labs, que organiza performance com robôs, tendo inclusive apresentado um robô que executou uma performance de stand-up comedy. Por meio de um software, a máquina ajusta seu comportamento conforme a resposta do público.

Mais informações sobre as inscrições no site Robot Film Festival e no twitter robotfilmfest@ .

Referências:

Science Tech
Robot stand-up and comedy with Marilyn Monrobot valuable research (w/ Video) por RZ. Mark

netEX – networked experience
call: Robot Film Festival NY

Rhizome.org
Festival: Robot Film Festival por Heather Knight

Showmetech
Vídeo: um robô craque em Stand-up Comedy por Bruno Martinez

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

Inscrições para o Claro Curtas 2011

De 30 de abril até 17 de junho de 2011, vídeos realizados com celulares, webcams, câmeras fotográficas digitais ou outros dispositivos móveis podem ser inscritos para a edição 2011 do Claro Curtas.

Os trabalhos devem ter duração de 30 a 90 segundos, e abordar o tema “O Tempo do Agora”. A iniciativa irá oferecer mais de 100 mil reais em prêmios, beneficiando vencedores, e também as instituições educativas e sociais vinculadas aos vídeos premiados. Neste sentido, escolas de ensino médio receberão equipamentos de edição de vídeos, universidades receberão um curso de linguagem audiovisual com Philippe Barcinski, e ONGs, pontos de cultura ou cineclubes poderão receber a doação de equipamentos de edição de vídeos.

Para quem está aprendendo, o evento disponibiliza para download gratuito um miniguia com orientações para o aprimoramento na produção de vídeos de curtíssima metragem.

Mais informações no site do Claro Curtas.

via Jornal Teia.

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

ROJO | NOVA The Film

NOVA The Film é um documentário dirigido por Isaac Niemand, que mostra os trabalhos e traz entrevistas de uma série de artistas entre os mais de 100, de várias partes do mundo, que participaram do NOVA, experiência realizada no MIS – Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, no ano passado.


O evento do MIS reuniu artistas num esforço criativo singular abrangendo os mais diversos campos artísticos como a arte interativa, música, audiovisual e performance.

O filme foi produzido pela ROJO®, em parceria com a BossaNovaFilms.

Artistas que fazem depoimentos ou têm seus trabalhos abordados: Yoshi Sodeoka, Rebecca Ward, Tofer Chin, KRINK, Base V, Yochai Matos, Max Hattler, Highraff, Lucy McRae, Kit Webster, Jimmy Joe Roche, Flavio Samelo, Felipe Brait & Maira Valente, Shima, Matt W Moore, Zeitguised, Mulheres Barbadas, Gustavo Gagliardo aka Defi, Filippo Minelli, Quayola, Javier Longobardo, This Time, Renaud Hallée, Mark Jenkins, Ljudbilden & Piloten, Lolo, Sosaku Miyazaki, Anna Taratiel aka Ovni, Robert Seidel, Heiko Tippelt, B.Fleischmann, Koen Delaere, Taras Hrabowsky, Cristopher Cichocki, MOMO, Yusk Imai.

A música é de Bradien, Roll The Dice, Noia, B. Fleischmann, Ljudbilden & Piloten, Fase, Isan, Fuck Buttons.
Curadoria é de David Guilló

Referências:

Wooster Collective
FIRST LOOK: NOVA The Film

Cool Hunting
Nova -International artists take over a São Paulo museum with interactive art, music, film, performance and more por Phuong-Cac Nguyen

Design You Trust
ROJO NOVA the film, a 75 min movie por Redshoe

Joven Pan Online – Blog do Planeta
Rojo .:. MIS .:. O filme! por Paula Carvalho

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

“Arduino: the documentary” já está disponível na rede

A produção “Arduino: the documentary“, de Rodrigo Calvo Eguren e Raúl Díez Alaejos, já tem uma versão finalizada que está disponibilizada livremente na internet.

O documentário apresenta um conjunto de entrevistas com artistas, desenvolvedores e entusiastas a respeito da inovadora plataforma de hardware open-source Arduino, conforme foi informado anteriormente neste blog quando foi apresentado o trailler da produção. O material está disponível nos idiomas espanhol e inglês e pode ser compartilhado, distribuído, reutilizado por meio de uma licença Creative Commons CC-SA 3.0.

Arduino: the documentary” tem apoio do Laboral centro de arte y creación industrial. Seus criadores estão trabalhando na produção de uma série de DVDs com entrevistas completas e imagens dos variados lugares no mundo em que o documentário foi realizado.

Site do projeto:
http://arduinothedocumentary.org/

Referência:
Arduino The Documentary now online por dcuartielles

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

WikiRebels, documentário sobre o Wikileaks

WikiRebels é um documentário lançado esta semana, que narra a história do Wikileaks, desde o seu inicio até a recente publicação dos milhares de documentos da diplomacia americana.

Primeira parte:

http://www.youtube.com/watch?v=yJA5acjd0lI&feature=player_embedded
Produzido pela televisão pública da Suécia, Sveriges Television (SVT), o documentário oferece uma perspectiva sobre o funcionamento  da rede de colaboradores do Wikileaks, por meio de uma série entrevistas e do acompanhamento do trabalho do fundador Julian Assange, e outros membros da organização. O documentário tem aproximadamente uma hora de duração, sendo que, a versão com legendas em português está dividida em quatro partes.  A primeira parte foi postada acima, e segue abaixo as outras três partes complementares e a versão original.

Segunda parte:

http://www.youtube.com/watch?v=rB_Wp4Bt6vk

Terceira parte:

http://www.youtube.com/watch?v=YlpcU4hfgao&feature=player_embedded

Quarta parte:

http://www.youtube.com/watch?v=x3E6b-n-NHY&feature=player_embedded

Versão original:

http://www.youtube.com/watch?v=7C-vmlh48xY

Referências:

Open Culture
WikiRebels: New Documentary Tells the WikiLeaks‎ Story por Dan Colman

Outras Palavras
WikiRebels – Documentário (agora, legendado) por Caue Seigne Ameni

Brasilianas.org
O documentário WikiRebels, legendado. por Luis Nassif (via Ozório)

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

Revista Devires

Até o dia 24 de janeiro de 2011, a Revista Devires – Cinema e Humanidades está recebendo trabalhos inéditos para sua nova edição que irá abordar o tema “Cinema, estética e política”

Podem ser enviados artigos, ensaios, entrevistas e resenhas críticas de um ou mais filmes. Para esta edição a publicação sugere a análise de um duplo desafio apresentado no contexto contemporâneo: “de um lado, trata-se de atualizar o pensamento critico em torno do cinema, de forma a confrontá-lo com as novas injunções do capitalismo contemporâneo, assim como com os novos regimes de imagens provenientes das mais diversas mídias (televisão, internet, bancos de dados, celulares). De outro, é preciso construir passagens – arriscadas e originais – entre teorias provenientes de outras disciplinas – principalmente aquelas de matiz filosófico – e a escritura dos filmes“.

A Revista Devires é publicadA pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais e pela Secretaria Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

Mais informações no site da revista ou no e-mail revistadevires@gmail.com

Via: PPGCOM – ESPM

Colaborou: Francisco Arlindo Alves

Festival Cine Favela

O projeto Cine Favela nasceu na comunidade de Heliópolis e funciona como um importante núcleo cultural da região, oferecendo uma série de atividades ligadas ao universo do cinema como oficinas, produção e exibição de curtas, exibição de obras do cinema nacional, além de organizar o Festival Cine Favela que este ano completa sua 5ª edição.

Até o dia 8 de maio é possível conferir gratuitamente a programação do festival no Sesc Santana, na sede do Cine favela e locais públicos em Heliópolis. Entre outras atividades acontece uma mostra competitiva com filmes realizados por ONGS, associações, coletivos e periferias, e uma mostra itinerante que exibirá filmes em espaços públicos da comunidade de Heliópolis, como praças, ruas e complexos esportivos.

Haverá também uma oficina de cinema ministrada pelo cineasta Luiz Adriano Daminello. O trabalho tem como objetivo a realização de um curta metragem produzido coletivamente entre as comunidades de Santana e Heliópolis. A oficina contará com palestras de Braúlio Mantovani, Thais Canjani, Monica Palazzo, Luciana Canton e Kira Pereira.

Mais informações:

http://www.cinefavela.org.br/festival/

Locais:

CINE FAVELA – Rua da Alegria Popular, 63 C – Heliópolis
SESC SANTANA – Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana

Colaborou: Francisco Arlindo Alves